Algumas Dicas Para A Redação do ENEM 2018

Faltando poucos dias para a prova que alguns consideram que pode e vai decidir suas vidas, ENEM que irá acontecer nos domingos referentes a 4 e 11 de Novembro está colocando pressão nas pessoas que querem entrar em uma Faculdade Federal.

Para muitos, a parte mais complicada da prova é a parte da redação, que é corrigida com os mínimos detalhes e muito cobrada na prova, mas como é tradicional das provas, o assunto é somente descoberto no dia da prova. Com isso os redatores do Noticiasefatos prepararam um artigo sobre os temas que NÃO devem cair no ENEM 2018.

Algumas Dicas Para A Redação do ENEM 2018

Vejamos alguns temas que são improváveis de cair no ENEM pelos critérios de suas redações.

Demarcação de terras indígenas

Nas eleições deste ano, alguns dos candidatos a Presidência da República discutiram sobre a demarcação das terras indígenas e o que gerou bastante polêmica na sociedade e também em questão da propriedade privada e do agronegócio. Segundo a coordenadora de redação do Poliedro Campinas Daniela Martins, “não seria uma discussão apartidária”.

Sistema de cotas

Nos últimos anos as cotas raciais foram adotadas em algumas universidades do país e é normal existirem críticos e apoiadores. Para quem é contra o movimento acredita que isso pode aprofundar o preconceito fazendo a separação entre os brancos e negros, já para os apoiadores o movimento é necessário para acabar com a desigualdade de brancos e negros nas salas de aula das faculdades.

De acordo com o  professor e autor de Redação do Sistema de Ensino pH Thiago Braga,o tema “envolve muita ideologia política e isso poderia gerar problemas para os candidatos no Enem na execução da prova”.

Legalização da maconha

Este assunto é muito polêmico tanto no meio político como nas conversas de amigos, seja como uso recreativo medicinal. Existem muitos argumentos para a legalização e também para a não legalização da erva. Alguns países como Uruguai e Canadá já legalizaram a erva para uso medicinal.

Segundo a professora e coordenadora Daniela Martins acredita que “a polêmica também está no âmbito político; assim, não seria possível o consenso de problema a ser amenizado”.

Resultado de imagem para redação enemFoto: Universia

Alta do dólar e seus impactos

Ultimante com a crise no país, a moeda americana vem sofrido bastante alteração de acordo com a inflação e o mercado mundial, sendo assim, houve uma grande influencia no mercado sul-americano e principalmente no mercado brasileiro. No mês de Outubro o dólar na casa dos RS 4.

Apesar das alterações drásticas do dólar afetar a vida dos comerciantes e consumidores, a chance de que o dólar seja o tema da redação do ENEM 2018 é mínima de acordo com Thiago Braga, professor e autor de Redação do Sistema de Ensino pH “um tema muito específico de economia, e os alunos não saberiam tratá-lo em toda a sua concretude, seria um tema muito técnico para os candidatos”.

Veja mais informações sobre o ENEM 2018.

Intervenção militar

Depois de um aumento drástico na violência no estado do Rio de Janeiro, o Governo Federal deu inicio a uma intervenção de segurança, o que gerou bastante discussões e polêmicas na época em que foi tomada a decisão. E para muitos essa medida deve ser avaliada como polêmica, por isso é um tema com chances mínima de cair na Redação do ENEM.

A professora e coordenadora de redação do Poliedro Campinas, Daniela Martins, diz o seguinte sobre o assunto: “Essa não é a realidade do país como um todo. Dessa forma, não há como propor um tema dessa natureza”.

Liberação do porte de armas de fogo

Um tema que foi bastante discutido nas eleições presidenciais e bastante abordado por Jair Messias Bolsonaro, a liberação do porte de arma de fogo gera bastante polêmica no país.

O professor de português e redação do ProEnem, Romulo Bolivar disse o seguinte “Dependendo dos argumentos utilizados, o aluno acaba incidindo no desrespeito aos direitos humanos. Convém lembrar que, desde 2017, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) não zera mais o texto que desrespeita os direitos humanos, mas ainda desconta 200 pontos de mil, se o desrespeito estiver na proposta de intervenção”.

Corrupção na política

Este é assunto que reflete em várias regiões do país e também ao redor do mundo, até mesmo porque este ano foi época de eleições. Segundo Romulo Bolivar “não é esperado que o Enem, mecanismo gerido pelo Ministério da Educação, enseje tão contundentemente mecanismos e circunstâncias de crítica ao Governo Federal”.

Emanuel Pereira

Emanuel Pereira

Nasci em Minas Gerais, sou estudante, redator, blogueiro e faço teatro. Colaboro com minhas ideias e pensamentos no âmbito da política, esporte e entretenimento, buscando informações verídicas sobre os fatos, citando sempre aquilo que está mais em alta no Brasil e também em outros países...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *