Eduardo Bolsonaro Não Aceita Proposta de Transação Penal

Filho do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), o deputado Eduardo Bolsonaro, foi denunciado de ameaçar a jornalista Patrícia Lelis.

As denúncias ocorreram em abril deste ano, contudo foi oferecido a ele uma proposta de transação penal.

Veja também Reforma da Previdência

Advogados de Eduardo Bolsonaro Declaram que Ele é Inocente

A justiça ofereceu aos advogados de Eduardo uma “pena alternativa” que irá lhe garantir o arquivamento do processo.

Eduardo BolsonaroEduardo e Jair Bolsonaro – DCM

A pena a que ele se sujeitaria seria de um ano de detenção. Mas com cumprindo as exigências do acordo ele ficaria “livre” de cumprir a pena.

Sendo assim, em substituição a pena, Eduardo teria que pagar 40 salários à Patrícia, pagaria 25% do subsídio parlamentar mensal à uma instituição pré estalecida por um ano.

Além disso, teria que prestar 120 horas de serviço comunitário.

Porém, sua defesa respondeu ao STF: “não aceita a proposta de transação penal formulada às fls. 71/73 pela Procuradoria-Geral da República – pois é inocente das acusações que lhe foram feitas”.

Ideias da fonte: Em

Juliangela Pereira

Juliangela Pereira

Brasileira, casada, formada em Gestão de Recursos Humanos pela Faculdade Pitágoras BH. Atuo como redatora de conteúdo, levando a informação de forma rápida, clara e objetiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *