Equipe de Bolsonaro Institui Mensalidade em Faculdade Federal

Proposta criada pela equipe econômica que prepara o plano de governo do candidato Bolsonaro (PSL) levanta polêmicas. A proposta é de instituir cobrança de mensalidade em faculdade federal. Contudo, a essa cobrança seria direcionada apenas aos estudantes que possuírem maior renda.

O embasamento da proposta é o fato de que o maior parte dos estudantes são ex-alunos de escolas particulares. Portando, a família possui condições de arcar com o valor da mensalidade. Os recursos arrecadados seriam utilizados para criar um fundo. Posteriormente, seria utilizado para financiar os estudos dos alunos mais carentes.

O Que Dizem Sobre a Cobrança de Mensalidade em Faculdade Federal

Jair Bolsonaro

A equipe além de citar sobre a condição das famílias dos alunos de maior renda, arcarem com as mensalidades, afirmam que o recurso poderá ser utilizado para melhorias no ensino básico. Todavia, quando questionado sobre o tema, presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Reinaldo Centoducatte, declara:

“Isso não vai resolver o problema. Para começar, a estratégia se baseia em conceitos errados”. Conforme estudo, apresentado em 2016, “dois a cada três alunos de universidades federais são da classe D ou E”.

Em 2014, o dado de uma pesquisa com graduandos, mostra que 66,2% dos alunos eram oriundos de famílias com a renda mensal de até 1,5 salário mínimo. O que poderá reduzir o acesso à universidade e ainda diminuir as chances de fazer com que o Brasil se torne um país competitivo. “As exigências no mercado de trabalho estão cada dia maiores. É preciso abrir, não fechar portas”, concluiu ele.

Veja também Propostas de Bolsonaro e Haddad

A especialista da USP salientou: “Alguns estudos mostram que nem compensa cobrar, que o que vai vir de dinheiro não refresca nada, especialmente para as universidades que têm Medicina e Odontologia”. E acrescentou: “Pode ser uma grande falácia, que não vai fazer frente ao custo das universidades. Teríamos de cobrar patamares de Harvard para fazer algum sentido.”

Contudo, a equipe reitera que o tema, devido à polêmica, pode prejudicar o candidato no segundo turno das eleições.

Juliangela Pereira

Juliangela Pereira

Brasileira, casada, formada em Gestão de Recursos Humanos pela Faculdade Pitágoras BH. Atuo como redatora de conteúdo, levando a informação de forma rápida, clara e objetiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *