Preso o Homem que Matou e Estuprou a Adolescente Rayane

A polícia prendeu nesta terça-feira (30) o homem que estuprou e matou a adolescente Rayane Paulino Alves de 16 anos. O segurança, Michel Flor da Silva, de 28 anos, ofereceu uma carona para a vítima, durante o trajeto, ele a estuprou e em seguida a enforcou.

Rayane estava desaparecida desde o sábado (20), após participar de uma rave em um sítio em Mogi das Cruzes, interior de SP. Próximo a Guararema, onde o corpo dela enfim, foi encontrado no domingo (28), com um cadarço no pescoço, em um matagal.

Veja também Rayane: Após Dias de Buscas 

Uma Caneta Levou a Polícia ao Suspeito de Matar Rayane

Testemunhas contam que Rayane saiu da festa sozinha. Em depoimento, um motorista de aplicativo afirmou que a deixou na rodoviária onde pegaria um ônibus para Mogi.

Contudo, Michel que trabalha como segurança na rodoviária, ao vê-la sozinha se aproximou e ofereceu carona até em casa.

Rayane estuprada e morta por Michel Flor da Silva Rayane estuprada e morta por Michel Flor da Silva – Mogi das Cruzes

“Michel confessa cabalmente a prática do crime. Ele diz que encontra Rayane no terminal rodoviário de Guararema e ela estava meio cambaleando. Em dado momento ela sentou em um banco naquela rodoviária”, disse o delegado Rubens José Ângelo, responsável pelo caso.

Em seguida:  “Ele ofereceu uma carona, perguntou se ela estava bem. Ofereceu uma água e ela não aceitou. Ofereceu a jaqueta para ela se esquentar. Ela também não aceitou. Daí nesse momento ele oferece uma carona” e ela aceitou.

Porém, em um dado momento ele para o carro e , de acordo com o delegado teria cometido o estupro, seguido da morte de Rayane.

Michel foi detido em sua própria casa. Ele confessou aos policiais que cometeu o crime. De acordo com o delegado, uma caneta foi encontrada próximo ao corpo da jovem e recolhida como possível prova.

“No momento da prisão do sujeito, em sua casa, os policiais perguntaram se ele tinha alguma caneta. Ele disse que sim. E pegou uma. Era idêntica à encontrada no lugar do crime. Era uma caneta de brinde, de uma empresa”.

Sendo assim, a justiça decretou prisão temporária para Michel que responderá homicídio qualificado.

Juliangela Pereira

Juliangela Pereira

Brasileira, casada, formada em Gestão de Recursos Humanos pela Faculdade Pitágoras BH. Atuo como redatora de conteúdo, levando a informação de forma rápida, clara e objetiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *